As barragens desempenham um papel essencial no fornecimento de água, energia e controle de enchentes. No entanto, a segurança dessas estruturas é de extrema importância para garantir a proteção das comunidades que vivem próximas e a preservação dos recursos hídricos. O Plano de Segurança de Barragens é que estabelece diretrizes e medidas para prevenir riscos e garantir a eficiência operacional. Pensando nisso, o Governo de Sergipe deu início às visitas técnicas nas barragens de todo o Estado.

O intuito é promover estudos para padronizar ações, proporcionando um cenário de segurança. A primeira barragem a ser visitada foi a do Rio Poxim, em São Cristóvão, na terça-feira, 6, e contou com a participação de representantes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura (Sedurbi), Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas (Semac), Defesa Civil estadual e municipal, além da Deso.

“A Barragem do Rio Poxim está segura, não tem o menor problema. Mas a gente tem que ficar monitorando, porque aqui é uma obra viva, então ela vai se modificando com o tempo e a gente tem que acompanhar essas modificações para ver se não causa risco de um eventual rompimento”, explicou o geólogo João Carlos, representante da Semac, que é o órgão fiscalizador das barragens do estado.  

Para o gestor da Gerência de Meio Ambiente da Deso, Cláudio Júlio, essa visita técnica com todos os órgãos que compete é fundamental para determinar ações preventivas e planos de resposta a emergências adequados. “Nós já temos a expertise de convivermos no dia a dia com as barragens em si, mas os outros que fazem parte do grupo precisam assimilar qual é a percepção que enxerga, o que é que tem de ser visto em um barramento, especificamente de cada barragem. Então, nada mais é do que aclimatar esse grupo de trabalho recém-formado para que visualize como é que se deve proceder na administração de uma situação emergencial”.

O engenheiro da Sedurbi, Antônio Bruno, ressaltou que mesmo que a barragem não apresente nenhum problema é preciso alinhar todos os conhecimentos com treinamentos e oportunidades para que possam antecipar as ações a fim de minimizar possíveis transtornos. “Estamos realizando estudos para padronizar a avaliação dos riscos das barragens sob responsabilidade do Governo do Estado, para que se possa elevar ainda mais o nível de monitoramento e de segurança das barragens do estado”, detalhou.

A Defesa Civil desempenha um papel fundamental na segurança das barragens, sendo responsável por coordenar ações de prevenção, preparação, resposta e recuperação em casos de eventos adversos relacionados a essas estruturas. Sua importância reside em várias frentes, abordando tanto aspectos técnicos quanto a proteção das comunidades afetadas. Segundo o superintendente adjunto da Defesa Civil estadual, major Alysson de Carvalho, a visita à Barragem Rio Poxim foi o ponto de partida que resultará em um amplo e importante material que será entregue ao governador Fábio Mitidieri.

“Realizaremos visitas técnicas em outras barragens com o mesmo objetivo, e, ao final desse trabalho, esperamos produzir um relatório para o Governo do Estado. A partir disso, vamos padronizar as ações e nivelar para que todos os órgãos atuem de forma conjunta para promover a segurança das barragens”, concluiu o major Alysson. Ele informou que a próxima barragem a ser visitada será a Jacarecica II, situada entre os municípios de Malhador, Riachuelo e Areia Branca.