Fortalecer o turismo religioso por meio da execução de obras que preservam as tradições culturais e históricas, são ações desenvolvidas pelo Governo de Sergipe, que além de manterem vivas a devoção aos santos, potencializam a economia em diversos segmentos.

Em Nossa Senhora Aparecida, no Agreste Sergipano, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura (Sedurbi), com o apoio da equipe técnica de arquitetura, urbanismo e engenharia do ‘ProjetarSE’, por meio do Instituto Banese, executa a construção da Praça dos Romeiros e a reurbanização do canteiro central onde está a imagem da santa que dá nome à cidade, totalizando 2.575 m² de área construída.

As intervenções

Na praça dos Romeiros (José Barbosa de Jesus), os serviços compreendem a construção de arquibancada com cobertura decorativa e laje em concreto armado, área para eventos, palco, área de lazer com mini parquinho infantil, equipamentos de exercícios físicos para adultos, bancos e mesas decorativas de concreto em formato geométrico, rampas de acessibilidade e piso tátil em todas as áreas e paredes lúdicas com imagens alusivas à Nossa Senhora Aparecida.

O espaço terá ainda projeto paisagístico onde estarão incluídas árvores, iluminação  direcionada aos elementos decorativos e outros tipos para todo o complexo, além da pintura do piso com cores e formatos que remetem ao ‘manto’ da imagem da santa.

Já no canteiro central foi construído um conjunto de pórticos em forma de corredor com uma estrutura metálica interligando-os e que servirá para a contemplação da imagem existente,  já realocada e a prática de atividades religiosas, sendo que ao fundo será construído um ‘velário’ destinado ao acendimento de velas.

Transformação

Há 45 anos residente em frente à praça, precisamente na casa de n° 17 da Rua José Barbosa, Dernival Pereira, 70 anos, diz que o local é outro.  “Tá muito diferente, vai ficar ainda mais bonito. Nós que moramos aqui vamos ter um lugar para poder prosear e as crianças vão brincar. Todo mundo gostou muito”, afirma o lavrador.

Morador da cidade desde que nasceu, Luciano Oliveira,44 anos, avalia que a obra é de grande relevância para as atividades religiosas. “Pela proporção que a festa da padroeira e a romaria tomaram, a cidade necessitava de um espaço específico e que atendesse aos romeiros com mais comodidade. Com essa praça, eles terão de fato um ponto de apoio que além de se tornar mais um espaço de fé e convivência durante o período da festa, será bastante útil para os moradores no decorrer do ano, e isso fortalecerá ainda mais o turismo”, ressalta o professor de geografia.

Para o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura, Luiz Roberto Dantas, a intervenção é bastante positiva.”A reforma do canteiro central e a construção de uma praça destinada aos romeiros durante os festejos, cujos serviços estão 80% executados, reforça a identidade religiosa da população aparecidense e possibilita mais um espaço de lazer para a realização de eventos e atividades cotidianas”, frisa.