Em uma iniciativa inédita, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura (Sedurbi) e da Superintendência Estadual de Proteção e Defesa Civil (Supdec), deu início na tarde desta terça-feira, 30, à instalação de estações meteorológicas nos municípios sergipanos, tendo como pioneiro a Barra dos Coqueiros.

Ao todo, 40 estações serão instaladas em prédios públicos, como grupamento de Corpo de Bombeiros, fóruns e delegacias, nos oito territórios sergipanos nos próximos 15 dias, possibilitando a cobertura de todo o estado e informando sobre os parâmetros de radiação solar, volume pluviométrico, direção, velocidade e rajada dos ventos, temperatura, umidade relativa do ar, índice ultravioleta, pressão atmosférica e precipitações.

Segundo o superintendente estadual de Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel, Luciano Queiroz, as estações auxiliarão significativamente os trabalhos de monitoramento. “Uma vez instaladas, elas fornecerão subsídios para que tenhamos o gerenciamento de risco, prevenção e mitigação aos efeitos da chuva, principalmente no período da quadra chuvosa. Com isso, atuaremos de maneira  antecipada em face de situações de maior periculosidade, permitindo agir preventivamente e proativamente, emitindo alertas e retirando a população de área de risco”, explica.

Funcionamento 

O equipamento é um produto sustentável com painel solar e bateria interna e funciona automaticamente, sem necessidade de energia elétrica, por meio de chip de telefone celular, tendo ainda a função Wi-Fi, o que permite que o cidadão, ao fazer um cadastro com nome, e-mail e número de telefone, mantenha-se informado sobre as variações climáticas, por um aplicativo gratuito disponibilizado para aparelhos Android e IOS, permitindo a visualização do que está acontecendo no bairro e, até mesmo, em sua cidade, a cada dez minutos.

Todos os dados coletados ficarão armazenados por tempo indeterminado em nuvem e sem nenhum custo, o que permite o acesso futuro de todas as informações climáticas, desde o dia em que a estação foi instalada, sem o menor risco de perdê-las ainda se acaso a rede de internet vier a falhar, visto que a própria estação começa a armazenar os dados para que, quando o sinal for restabelecido, eles sejam encaminhados à nuvem. 

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura, Luiz Roberto Dantas, a funcionalidade das estações proporcionarão ganhos para a população em diversos aspectos. “O ineditismo do Governo do Estado fará com que tenhamos informações meteorológicas em tempo real e que, além de ficarem armazenadas no site do governo, serão disponibilizadas para toda a população. Também auxiliará nos trabalhos preventivos da Defesa Civil e, com base nos índices pluviométricos obtidos, contribuirá até para o plantio da safra, possibilitando menos prejuízos e mais avanços na agricultura”, ressalta.