Apoiadora dos 30 dias do forró em Sergipe, a Energisa reuniu a imprensa, na tarde desta terça-feira, 30, para mostrar o contingente de aparatos disponíveis para manter a segurança da população durante o período junino. Com o Plano São João traçado, a empresa reforçou previamente a manutenção na rede elétrica, bem como pontuou cuidados em períodos chuvosos e em colisões com postes de energia.

Entre as ações para garantir a segurança do sergipano e do turista, a Energisa reafirmou, ao Governo de Sergipe, o fornecimento de energia elétrica nos dias do evento para toda a população. “Teremos um evento de grande importância, são 30 dias, para a sociedade e para a economia, […], por isso, temos a preocupação de permitir que a festa esteja segura e, ao final, todos possam curtir o São João”, admitiu o diretor-presidente, Roberto Carlos Currais, que ainda garantiu o envio a várias prefeituras de um ofício, para que a empresa garanta toda a segurança no País do Forró.

Durante os festejos juninos, a Energisa também disponibilizará uma logística diferenciada das equipes de campo — ao todo 35 equipes farão plantão — e o reforço de especialistas no Centro de Operação Integrado (COI), centralizado em Aracaju, para o atendimento nessas regiões. “Nosso atendimento é 24 horas por meio do COI e vamos reforçar o número de equipes para atender todas as necessidades durantes esses festejos”, afirmou o gerente de Construção e Manutenção da Distribuição da Energisa, Thyago Tanouss.

Presente no evento, a gerente de Planejamento e Gestão de Risco da Defesa Civil Estadual, Emanuela Cruz, destacou a importância do diálogo entre as frentes de segurança para que o trabalho possa fluir com celeridade e eficiência. “Essa parceria é de extrema importância, tanto na gestão de risco, quando se trabalha na prevenção de eventos, quanto na gestão de desastres, quando ocorre o evento propriamente dito. A Defesa Civil tem atuado nessa gestão do planejamento, fazendo a vistoria dessa estrutura metálica que está sendo instalada, além dos palcos e em relação a toda a segurança da população que estará no estado”, salientou.

Ao todo, segundo a empresa, foram investidos R$ 353.261,53 para garantir os festejos do Arraiá do Povo, Centro de Criatividade, Arrasta Pé do 18 do Forte e Gonzagão. Além disso, Sergipe também conta com uma substação móvel — a 18ª do grupo —, um verdadeiro maquinário avaliado em R$ 7,8 milhões, capaz de atender cidades inteiras como Itabaiana e Lagarto, enquanto há os procedimentos de recuperação em algum ponto. Outros veículos utilizados pela empresa serão o Power Scan, que diagnostica a saúde dos equipamentos de energia no estado, e o caminhão de lavagem de estruturas, para eliminar a salinidade das estruturas. 

Colisões
De acordo com a Energisa, de janeiro a maio já foram registradas cem ocorrências de acidentes envolvendo postes, uma redução de 11% no número das ocorrências quando comparado ao mesmo período do ano passado. Aracaju lidera o ranking com 33 ocorrências, seguida da cidade de Itabaiana. Em Aracaju, os bairros com mais ocorrências são Augusto Franco, Jardins, Ponto Novo, Treze de Julho e Santa Maria. 

Entre os riscos da colisão de um veículo em um poste é a possibilidade de cabos caírem nos arredores ou sobre o carro, por isso o condutor deve ficar atento ao sair do veículo para não sofrer um choque elétrico. “A mistura de bebida alcoólica com direção aumenta muito o risco de acidentes, incluindo as colisões com postes, mas outros fatores como sono, cansaço e excesso de velocidade também contribuem de forma decisiva para as ocorrências de acidentes desta natureza. Em casos de acidentes, o condutor deve acionar o Samu e a Energisa. Sempre que possível, o condutor deve ficar dentro do veículo para evitar choques elétricos. Quem for prestar socorro também deve ficar distante e acionar o socorro”, orienta o coordenador de Qualidade da Energisa, Fabiano Nascimento.

Adereços juninos
A Energisa também reforçou as orientações de segurança para quem vai decorar a frente da casa com bandeirinhas ou usar fogueiras. Se for decorar a frente da casa com bandeirinhas, a recomendação é colocar longe de postes. “Também é importante evitar amarrar fios, cabos ou enfeites em postes ou fiações elétricas e substituir os enfeites de metais por adereços de materiais isolantes, como borracha e silicone, por exemplo, para evitar que conduzam energia, em eventual contato com a rede”, explica Fabiano Nascimento. 
 
Em relação aos fogos de artifício, a recomendação é manter distância de fios elétricos e evitar apontar na direção de postes e condutores de energia, para que não atinjam a rede elétrica e causem curtos-circuitos e faltas de energia na localidade.
 
Ao montar a fogueira deve-se observar a distância da rede elétrica, uma vez que o fogo ou o calor em excesso podem danificar cabos e estruturas, causando curtos-circuitos e interrupção de energia. Quanto aos balões, a recomendação da Energisa é que sejam evitados, afinal, além de crime, o seu uso pode causar grandes acidentes, principalmente se caírem dentro de subestações ou sobre redes elétricas.

Chuvas
As mudanças climáticas, cada vez mais frequentes em Sergipe, prometem persistir durante o mês de junho. Referente ao tema, a empresa que atende cerca de dois milhões de pessoas na maioria dos municípios também se preparou para garantir o restabelecimento da energia com segurança e eficiência em um tempo médio de quatro horas. “Fazemos o acompanhamento diário da previsão do tempo em todas as regiões. Além disso, no período que antecede as chuvas, são intensificadas inspeções e manutenções preventivas, reforço de equipes e simulados de situações emergenciais para, em caso de alguma ocorrência, ter o restabelecimento com menor tempo possível”, afirma o coordenador do Centro de Operação da Energisa, Aliston Barbosa.

Os gestores da área ainda enfatizam orientações de segurança para o período como retirar das tomadas os aparelhos eletrodomésticos e eletrônicos, evitar manusear aparelhos eletrônicos conectados à tomada, além de instalar dispositivos de proteção contra surtos (DPS) e verificar a saúde de disjuntores residuais.

Nas ruas, ao encontrar um cabo partido, a indicação fica por contactar a Energisa para fazer intervenções na rede elétrica, pois, além de receberem treinamento específico, os técnicos utilizam equipamentos de proteção adequados à atividade.

Confira outras orientações:
Em casa:
  

  • Em casos de raios, retire os aparelhos eletroeletrônicos das tomadas;
  • Nunca utilize aparelho conectado à tomada durante temporais;
  • Os cabos telefônicos, cabos de TV por assinatura e fiação de antenas são capazes de conduzir a corrente elétrica dos raios até os aparelhos. Por isso, é aconselhável retirar os aparelhos eletrônicos (normalmente mais sensíveis) das conexões com rede de telefonia, TV a cabo e antena externa;
  • Sempre que puder, instale dispositivos de proteção contra surtos (DPS)
  • É importante que a rede elétrica da residência ou comércio possua sistema de aterramento, conforme norma vigente;
  • Não utilize chuveiro elétrico durante as chuvas.

Na rua:

  • Quando houver chuvas com trovões e raios, a orientação é nunca ficar em campo aberto e procurar abrigo imediatamente. Não se abrigue embaixo de árvores;
  • Se estiver dentro de um carro, feche as janelas e aguarde a tempestade passar para poder sair. O carro oferece uma boa proteção contra raios.
  • Ao encontrar um fio caído, não se aproxime e acione a Energisa imediatamente. 
  • Não fique debaixo estruturas metálicas ou árvores durante temporais com raios;
  • Não realize serviços como instalação ou manutenção de antenas em locais onde o risco de exposição aos raios seja maior.

* Com informações da Energisa.