A Superintendência Estadual de Proteção e Defesa Civil (Supdec) e representantes das coordenadorias de Defesa Civil de municípios sergipanos afetados pela situação de seca e estiagem estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira, 24, na sede do órgão, localizada na capital. O encontro teve como objetivo socializar informações, passar orientações, além de alinhar estratégias e ações voltadas à Operação Carro-Pipa (OCP) do Governo do Estado e a oferta de água potável.

O superintendente da Defesa Civil,  tenente-coronel Luciano Queiroz, informou que a gestão estadual atua para reforçar a importância do estreitamento das relações entre as esferas, como forma de melhor prevenir as situações que possam causar danos à população. “Hoje, por exemplo, alguns municípios manifestaram interesse em seguir o procedimento que dá acesso aos recursos viabilizados pela Defesa Civil Nacional para a contratação de caminhão-pipa, e nós estávamos aqui para orientá-los”, disse.

De acordo com a Defesa Civil estadual, Sergipe possui 13 municípios que sofrem recorrentemente com a ausência excessiva de chuvas – Canindé do São Francisco, Nossa Senhora da Glória, Carira, Feira Nova, Frei Paulo, Gararu, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora Aparecida, Pinhão, Poço Redondo, Poço Verde, Porto da Folha e Tobias Barreto. No entanto, apenas seis deles contataram a Defesa Civil estadual para o encaminhamento das informações à Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), responsável pela liberação de recursos para a contratação de caminhão-pipa: Nossa Senhora da Glória, Poço Verde, Pinhão, Monte Alegre de Sergipe, Porto da Folha e, posteriormente, Frei Paulo. Após este processo acontece a fase da homologação do decreto pelo Governo do Estado.

O coordenador da Defesa Civil de Nossa Senhora da Glória, Lenaldo Leite, detalha o planejamento para manter a assistência da OCP. “O nosso decreto venceu em 22 de novembro, no dia seguinte demos entrada em um novo decreto e já no dia 28 do mesmo mês conseguimos o reconhecimento do Governo Federal e, posteriormente, a homologação pelo Governo do Estado. Em Glória, a operação carro-pipa coordenada pela Defesa Civil estadual atende 1.180 pessoas”, explicou.

Já o coordenador da Defesa Civil de Pinhão, Alex Andrade, ressaltou a importância da troca de informações entre os municípios atingidos pela seca, com a Defesa Civil estadual. “Essa equipe tem desempenhado um papel de extrema importância para nós que estamos lá no interior, muitas vezes na zona rural monitorando a situação. Eles são presentes e de fácil acesso”, disse.

O município de Frei Paulo está a um passo de ser atendido pela OCP. O coordenador Wiliam Bruno relatou que o município está recebendo assistência da prefeitura e do Exército Brasileiro, mas, diante da intensidade da seca, o apoio do Governo do Estado para a contratação de mais um carro-pipa será de grande importância para a população.

A coordenadora da Defesa Civil de Tobias Barreto, Elisângela Souza, ressaltou que os encontros com a equipe da Supdec resultam em aprendizado e fortalecimento da parceria com o interior do estado. “Principalmente nesses momentos difíceis de seca e estiagem que atingem muitas famílias”, completou.