Equipes de agentes ambientais da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) realizaram no domingo, 18, a remoção de óleo nas margens em um trecho do leito do Rio Pitanga, na BR 101, nas proximidades do treco de acesso à sede municipal de São Cristóvão, no Território da Grande Aracaju.

 

O vazamento do produto se deu por conta de uma colisão na noite do sábado, 17, de um veículo caminhão baú com o guarda-rodas da cabeceira da ponte sobre o rio, ocasionando a perfuração dos tanques de combustível, e, por conseguinte o derramamento do combustível para o pavimento da ponte, e, posteriormente aos drenos e o leito do rio.

 

Segundo o Diretor-Presidente da Adema, Gilvan Dias, as ações perduraram durante todo o domingo.  “Fomos informados do ocorrido e disponibilizamos nossas equipes no início da manhã até o local, onde a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já executava algumas atividades a fim de evitar transtornos aos condutores. A princípio, parte do produto ficou contida em uma barreira natural existente e o restante vazou para o corpo hídrico”, explicou.

     

Gilvan Dias disse ainda que para a remoção do produto fez-se necessário auxílio externo e que a Adema tomará as providências cabíveis sobre a responsabilidade do fato. “Fizemos contato com a Petrobras que disponibilizou os serviços de uma empresa terceirizada com 10 profissionais e dois veículos para executar a limpeza do corpo hídrico. Removemos o material contaminado sobrenadante, bem como o óleo no trecho atingido e parte da vegetação das margens. Solicitamos ainda à PRF o registro fotográfico de toda ocorrência, a fim de subsidiar a investigação e posterior tomada de decisão para atuações administrativas, bem como fará a análise do produto na água”, frisou.

 

Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Petrobras, uma equipe da Adema continua no dia de hoje, 19, monitorando o local onde ocorreu o acidente, bem como executando uma limpeza completa na área.

Fotos